Mostra Vitrine Filmes volta a Cuiabá! Nesta terça, Cine Teatro exibe “Intimidade entre estranhos”

14/01/2019

Até o final de março, exceto no feriado de Carnaval, o Cine Teatro Cuiabá recebe as mais novas produções e co-produções cinematográficas brasileiras, distribuídas pela Vitrine Filmes. Serão exibidos longas-metragens, entre documentários e ficções, de destaque no circuito de festivais, todas as terças-feiras, às 19h30.

A Mostra Vitrine Filmes estreia nesta terça (15), com o recém-lançado pela Globo Filmes, “Intimidade entre estranhos”, de José Alvarenga Jr, diretor da franquia “Os Normais”. O ingresso sai a R$4,00 (inteira) e R$2,00 (meia), valor simbólico para a manutenção do Cine Teatro Cuiabá.

Segundo a crítica, com a história de Maria (Rafaela Mandelli) e personagens fortes, o filme discute sobre solidão e diferentes formas de amor. Ela é um design renomada que se muda temporariamente para o Rio de Janeiro para estar perto de Pedro, seu marido, ator em uma série para TV que passa o dia em gravações.

Durante os dias em seu apartamento recém-alugado, ela conhece Horácio (Milhem Cortaz), um jovem órfão que herdou de sua avó o prédio inteiro que passa a ser um observador fiel de sua solidão.

“A relação entre Maria e Horácio começa cheia de atritos, mas, aos poucos, as divergências entre os dois são substituídas por uma aproximação que traz um mundo completamente novo aos dois, do qual Pedro não faz parte”, diz a sinopse.

Confira as datas e sinopses das próximas sessões:

 22/01: A LUTA DO SÉCULO 

(Sérgio Machado, 2018, documentário, 78’)

SINOPSE: O documentário narra a trajetória dos pugilistas Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro, que encontraram no boxe uma maneira de escapar da miséria e tornaram-se dois dos maiores ídolos do esporte nordestino. A rivalidade entre eles colocou em pé de guerra Bahia e Pernambuco nos anos 90. Durante mais de 20 anos, os dois se odiaram tanto que não podiam dividir o mesmo espaço sem se agredir. Eles se enfrentaram 6 vezes, com 3 vitórias para cada lado. Durante as filmagens, os inimigos, já com mais de 50 anos, resolveram se enfrentar pela última vez.

Festival do Rio 2016 – Melhor Documentário

 29/01: EXCELENTÍSSIMOS 

(Douglas Duarte, 2018, Documentário, 152 min)

SINOPSE: Excelentíssimos é um registro a quente dos fatos, personagens e articulações por trás da maior crise política do país desde a redemocratização. Gravado dentro do Congresso ao longo dos meses em que corria o impeachment, o filme retrata quem, como e porque se derruba uma presidente.

51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – mostra paralelas – Onde Estamos e Para Onde Vamos?

 05/02: ZAMA 

(Lucrecia Martel, 2017, Argentina/ Brasil/ Espanha/ França/ México/ Portugal/ Estados Unidos, Ficção, 1h55)

SINOPSE: Zama, um oficial da coroa Espanhola, nascido na América do Sul, aguarda por uma carta do rei outorgando-lhe a transferência da cidade em que se encontra estagnado para um lugar melhor. Sua situação é delicada. Ele deve garantir que nada ofusque sua transferência. Zama é forçado a aceitar, submisso, cada tarefa a ele encomendada pelos sucessivos governadores que vão e que vêm enquanto ele é deixado para trás. Passam-se os anos e a carta do rei nunca chega. Quando Zama percebe que tudo está perdido, junta-se a um grupo de soldados que sai em busca de um perigoso bandido.

 12/02: LOS TERRITORIOS 

(Ivan Granovsky, 2017, Brasil-Argentina, ficção documental, 90’)

SINOPSE: Depois do ataque ao jornal Charlie Hebdo em Paris, Ivan, o filho fútil de um importante jornalista argentino, embarca em uma jornada perseguindo diferentes eventos e conflitos geopolíticos ao redor do mundo. No entanto, encontrar os acontecimentos na linha de frente é uma tarefa árdua. E ainda mais difícil do que se tornar um correspondente de guerra é marcar as fronteiras entre sua vida, o egocentrismo que o guia, seu pai e os conflitos globais da atualidade.

Prêmios e festivais:
Festival Internacional de Rotterdam, Holanda 2017
Festival de Cartagena, Colombia 2017 – Premio Especial do Júri
Viennale – Festival Internacional de Viena, Áustria 2017
BAFICI – Festival Internacional de Buenos Aires, Argentina 2017
Festival Del Nuevo Cine Latinoamericano De La Habana, Cuba, 2017
Festival Do Rio, Brasil, 2017
Festival Internacional De Cine Del Desierto, Mexico, 2017
Festival De Cine Latinoamericano De Quito, Equador, 2017
Santiago Festival Internacional De Cine, Chile, 2017
Festival International Du Film Independant De Bordeaux, França, 2017
Rencontres Internationales Du Documentaire De Montreal, Canada, 2017
Festival Internacional De Cine De Medellín, Colombia, 2017

 26/02: DIAMANTINO 

(Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, 2018, Ficção, Brasil-Portugal-França, 99’)

SINOPSE: Diamantino, o maior jogador de futebol do mundo, perde seu talento e encerra sua carreira em desgraça. Em busca de um novo propósito na vida, o ícone internacional embarca numa odisseia delirante, onde ele enfrenta o neofascismo, a crise dos refugiados, mutações genéticas, e a busca pela origem de seu gênio.

Prêmios e festivais:
Vencedor da 57º Semana da Crítica de Cannes – 2018
43ª Festival de Toronto
42ª Mostra de Cinema de São Paulo
20º Festival do Rio

 12/03: TINTA BRUTA 

(Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, 2018, Brasil, 118 min, ficção)

SINOPSE: Enquanto responde a um processo criminal, Pedro é forçado a lidar com a mudança da irmã para o outro lado do país. Sozinho no escuro do seu quarto, ele dança coberto de tinta neon, enquanto milhares de estranhos o assistem pela webcam.

Prêmios:
Teddy Award for Best Queer Feature Film – Berlin IFF 2018
CICAE Prize – Berlin IFF 2018
Premio Maguey for Best Film – Guadalajara IFF 2018
Best Narrative Film – Wicked Queer: Boston LGBT FF 2018
Best Feature Film; Ottavio Mai Award – Lovers FF 2018
Young Jury Award – Lovers FF 2018
Special Mention of Sunny Bunny Competition Jury – Molodist Kyiv IFF 2018
Best International Narrative – Outfest Los Angeles 2018
Special Mention – Queer Lisboa 2018

 19/03: PELA JANELA 

(Caroline Leone, 2018, Brasil/Argentina, Ficção)

SINOPSE: O filme conta a história de Rosália (Magali Biff), uma operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em um fábrica de reatores da periferia de São Paulo. Ela é demitida, e, deprimida, é consolada pelo irmão José (Cacá Amaral), que resolve levá-la junto com ele em uma viagem de carro até Buenos Aires. Na viagem, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana, começando uma jornada que sutilmente transformará uma parte essencial dela mesma.

Prêmios e festivais:
46º International Film Festival Rotterdam 2017 – Seção Bright Future – Prêmio FIPRESCI (Prêmio da Crítica Internacional)
Habana Films Festival – Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano – Prêmio de Contribuição Artística
45º Festival de Gramado – Competição Oficial
41ª Mostra Internacional de São Paulo
Panorama Internacional Coisa de Cinema – Melhor Filme
X Janela Internacional de Recife
Festival East West Russia 2017
Malatya IFF (Turquia) – International Competition Films
12º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro – Melhor atriz pra Magali Biff, Melhor ator coadjuvante para Cacá Amaral e Melhor Som

 26/03: BENZINHO 

(Gustavo Pizzi, 2018, Ficção, Brasil/Uruguai, 97′)

Irene (Karine Teles) mora com o marido Klaus (Otávio Müller) e seus quatro filhos. Ela está terminando os estudos enquanto se desdobra para complementar a renda da casa e ajudar a irmã Sônia (Adriana Esteves). Mas quando seu primogênito Fernando (Konstantinos Sarris) é convidado para jogar handebol na Alemanha, ela terá poucos dias para superar a ansiedade e ganhar forças antes de mandar seu filho para o mundo.

Festival Sundance, 2018 – Seleção Oficial
Festival de Roterdã, 2018 – Mostra Voices
Festival de Gramado, 2018 – Première Brasileira
Festival de Málaga – prêmio de Melhor Filme pelo júri e pela crítica
Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira – Melhor Filme pelo júri

https://olivre.com.br/mostra-vitrine-filmes-volta-a-cuiaba-nesta-terca-cine-teatro-exibe-intimidade-entre-estranhos/